A terapia ortomolecular investiga anormalidades orgânicas ou psíquicas dos seus pacientes, e acredita que muitas de suas causas estão relacionadas ao desequilíbrio de vitaminas, nutrientes, hormônios e radicais livres no corpo.


Ela procura detectar e corrigir esse desequilíbrio das funções celulares antes que as doenças se desenvolvam ou após desenvolvidas. Essa correção é feita a partir da suplementação com vitaminas, minerais, aminoácidos, ácidos graxos e demais substâncias com ação antioxidante.


O restabelecimento do equilíbrio corporal com esses elementos traz benefícios como:

• maior rendimento metabólico;
• otimização das medicações específicas utilizadas para qualquer doença do paciente;
• redução do tempo de recuperação da doença; e
• melhor desempenho celular (produção de energia, fabricação de substâncias estruturais, combate aos radicais livres, desempenho imunológico, reparação celular).

Consiste, também, no tratamento dos distúrbios da digestão, da absorção dos nutrientes e da inflamação do sistema digestivo afetado pelos aditivos alimentares, corantes e conservantes, largamente utilizados no processamento industrial dos alimentos.


Seus mandamentos solidamente baseados na fisiologia e bioquímica encantam muito mais do o tratamento em si porque ela fornece o princípio dos processos patológicos, desvenda as alterações intracelulares que apontam por que uma célula anteriormente saudável inicia um processo de deterioração, e quando se compreende isso, o tratamento surge naturalmente, quase sempre com o objetivo de bloquear o avanço do processo mórbido para que não se torne irreversível.

© 2023 por Medicina Alternativa. Orgulhosamente criado com Wix.com

(48) 9.9993-3895

fabiocelant@gmail.com

Florianópolis - Brasil

Homeopatia