Como manter o Sistema Imune forte em tempos de Epidemia

Em época de epidemia, como a que vivemos no momento, as pessoas preocupam-se em saber como “aumentar o sistema imunológico”, o que posso usar, tomar, comer para que eu me proteja do vírus? As pessoas não estão erradas em buscar soluções, porém a falta de conhecimento sobre o sistema imune leva as pessoas a acreditarem que tomando isso ou aquilo, ingerindo tais e tais compostos eu estarei protegido.


Infelizmente não é bem assim, mas calma, não estou sendo pessimista! Quero lhe mostrar que você pode sim fortalecer seu sistema imune, porém não é da noite para o dia, não tomando apenas 2 ou 3 substâncias, irá estar imune ao Covid-19, principalmente se você já tem uma saúde debilitada, mas poderá amenizar em muito os sintomas se caso se contagie.


Resumindo, o sistema imune é um sistema complexo e interdependente de diversos outros sistemas do organismo humano. Por isso chama-se de Sistema. É interdependente, por exemplo, do intestino. Isso mesmo, cerca de 60% da atividade imunológica acontece no intestino! Só essa informação já basta para mostrar um aspecto importante, ou seja, que não adiante se entupir de Vitamica C se você tem um mau funcionamento crônico do intestino, causado por diversos fatores como má absorção, disbiose, hipocloridria estomacal, etc.


Tratar do intestino é algo que não cabe indicar aqui em poucas palavras, pois cada caso exige cuidados específicos, por ora, é importante saber que manter a microbiota intestinal saudável é fundamental, isso fazemos mantendo uma alimentação natural e saudável e com o consumo regular de probióticos como Kefir e Kombucha.


Porém, outras condições mais crônicas de doenças do intestino devem procurar tratamento com profissional, como tratar a inflamação crônica intestinal, hipocloridria e disbiose por exemplo, fatores de distúrbios iniciais que adoecem nosso intestino.


O sistema imune também é interdependente de um sistema maior ainda e mais complexo e delicado que é psico-neuro-endócrino-imunologico. Ufa! O nome é nada mais nada menos que a junção das áreas como psique, neurônios, hormônios e imunologia. Essa junção deixa claro a interdependência até mesmo com o estado emocional, isso mesmo! O estresse, por exemplo, aciona hormônios como o cortisol que por sua vez causa consequências imunodepressoras, afetando cronicamente o potencial imunológico.


Enfim, o objetivo aqui não é escrever um artigo completo sobre o tema pois sua complexidade não caberia aqui, o que eu gostaria, que você entendesse, é que falando de saúde verdadeira, e imunologia verdadeiramente fortalecida não se consegue de forma imediata com fórmulas mágicas e simples!


Vou citar agora, outro importantíssimo fator, e que com certeza, a sua deficiência é um dos motivos para que aqueles que se infectam pelo vírus ficam gravemente adoecidos. Estou me referindo a Vitamina D3, que erroneamente é chamada de vitamina, porque na realidade tem a estrutura de um hormônio, e um dos mais importantes para o corpo.

Tem mais de 80 funções no organismo e é responsável pela ativação de mais de 2000 genes, somando isso tudo, corresponde a cerca de 10% das funções totais do corpo. Acredite, isso é muito! Assim sendo, também têm um importante papel no sistema imunológico, muitíssimo estudado e comprovado por cientistas e médicos, tendo centenas de artigos científicos escrito sobre. Mas, acontece que a população mundial, em grande parte é deficiente desse hormônio. Ela é sintetizada em nosso próprio corpo através da radiação solar e alimentação adequada.


Porém, detalhe, o horário específico para se conseguir a vitamina D é entre as 10hr e 15hr, ou seja, o horário condenado pelos dermatologistas. É neste horário que os raios UVB que são responsáveis pela produção de vitamina D estão presentes. E olha só que curioso, no final da tarde e início da mahã, estão mais presentes os raios UVA os responsáveis pelo câncer de pele!


Mas Fábio, pegar sol forte não pode me causar câncer? Em primeiro lugar, não está sendo indicado você ficar horas no sol até se queimar, para aqueles de pele clara, 15 a 20 min de sol entre esses horários, uma 3 vezes por semana já é suficiente, ou de pele mais escura indica-se um pouco mais. Em segundo lugar, a vitamina D3 tem propriedades anti cancerígenas. Em estudos estatísticos, foi comprovado que entre agricultores e pescadores, a incidência de melanoma, que é um tipo de câncer de pele agressivo, é baixíssimo! Por outro lado este câncer está presente em populações urbanas que pegam pouco sol ou quase nada e quando pegam, o fazem apenas usando o protetor solar. O motivo é que os cremes protetores bloqueiam os raios UV-B necessários para a síntese da vitamina D no corpo.


Como hoje em dia a maioria das pessoas não conseguem pegar sol frequentemente, por conta dos seus trabalhos e da vida moderna, trancados em escritórios e demais estabelecimentos, indica-se o uso de vitamina D3 sublingual, 5.000UI ou 10.000UI por dia, em adultos. Em crianças até 20 kilos até 3000UI.


Outra substância importante para nos proteger do vírus é o Zinco, este nutriente essencial é um dos principais que impedem que qualquer vírus, assim que tenha conseguido penetrar as defesas do organismo, consiga induzir nossos ribossomos saudáveis para que façam as cópias de seu RNA original. Se os níveis de Zn estiverem equilibrados, os vírus não dominarão nosso sistema imunológico, ou seja, não se replicarão, pois ele os bloqueia. Isso ocorre pelo fato do Zn participar da formação de mais de 100 enzimas indispensáveis à síntese de proteínas – pilar do nosso DNA – gerando o comando de reprodução celular e o ótimo funcionamento do sistema imune.


Segundo a OMS, a ingestão diária sendo insuficiente, aumenta significativamente o risco de contrair agentes infecciosos como vírus, fungos e bactérias, pois o zinco é quem faz a diferenciação dos linfócitos, células do sistema imunológico que percebem os invasores para assim os atacar e eliminar.


Onde encontrar Zn? Em oleaginosas como castanhas, avelã, amendoim, amêndoa, nozes, pistache, sementes de linhaça, de abóbora, de melancia, todos os tipos de carne, além dos frutos do mar. Também arroz, aveia, feijão, ovos, iogurtes, leite e pão integrais com sua variabilidade de farinhas como de amêndoas, de casca de maracujá, de banana verde, farelo e gérmen de trigo, farinha de coco e um chocolate para finalizar.


Além destes, grão de bico, banana, brócolis, kefir, cogumelos, espinafre, ervilha, legumes, etc. Se alguém for pensar em tomar suplemento de Zinco deve consultar o nutricionista, também tenha certeza de que não possui alergia a nenhum destes alimentos antes de consumi-los.


Outro importante mineral é o Selênio. Tem um papel fundamental como o de modulador do sistema imune. O Se está envolvido em diversos processos metabólicos e desempenha funções variadas. As principais funções incluem a capacidade antioxidante, a participação na conversão do T4 em T3 (metabolismo da tireoide) a proteção contra a ação nociva de metais pesados e xenobióticos, a redução dos riscos de doenças crônicas não transmissíveis e o aumento da resistência do sistema imunológico. A maior contribuição para o consumo de Se é via dieta e tipicamente é encontrada em cereais, castanhas e nozes, carnes, ovos, leite (natural e integral, os de Longa-Vida perderam seus verdadeiros nutrientes) e castanhas. A concentração de Se encontrado em cada um destes produtos varia largamente. Nos tecidos vegetais a concentração dependerá da região geográfica e do nível e disponibilidade do Se encontrado no solo.


Caro leitor, eu poderia citar aqui inúmeros nutrientes e práticas que beneficiam nosso sistema imune, entre eles alguns você já deve conhecer, como tomar um limão pela manhã em jejum, além da vitamina C o limão também ajuda a alcalinizar nosso organismo, e consequentemente ajudando na saúde imunológica, o uso de gengibre, e anis estrelado no qual é antiviral, extrato de própolis (20 gotas 2x ao dia em adultos – para crianças usar o sem álcool), o chá de Equinácea também seu valor imunológico.


E claro, não poderia deixar de falar da homeopatia. O histórico da homeopatia no combate à epidemias é fabuloso! Há registros oficiais e extremamente seguros, desde o século XIX demonstrando uma eficácia enorme em diversas epidemias, como de Sarna, Escarlatina, Malária, a famosa Gripe Espanhola que matou cerca de 50 milhões de pessoas, nos tratamentos convencionais o índice de morte era maior que 50%, enquanto que os tratados com homeopatia era de apenas 1,05%. Porém, esse é assunto para o próximo texto que logo publicarei aqui. Por enquanto, em vários lugares do mundo, estão indicando certas homeopatias que as pessoas poderiam fazer uso de forma preventiva, porém não há um consenso geral sobre uma única homeopatia que serviria para todos, pois em homeopatia cada caso pode precisar de medicamentos diferentes. No entanto, mesmo assim, é excepcional a confiança que vem gerando, inclusive entre prefeitos, governadores e demais autoridades do mundo que inteiro, no qual vem indicando a homeopatia como preventivo seguro. Exemplos são o prefeito de Itajaí, que é médico homeopata e o próprio governador de Santa Catarina, que já expôs em vídeo oficial que seria bom as pessoas fazerem uso da homeopatia.


Enfim são muitos os ingredientes diários que beneficiariam sua imunologia, porém peço à você que não esqueça do contexto todo de vida, por tanto, consumir isso ou aquilo não é garantia que estará protegido caso todo o resto esteja em estado de doença ou desarmonia.



No início desse texto já demonstrei que até mesmo o estado de espírito é fundamental, então não tenha medo, o medo, assim como o estresse, pois no organismo é a mesma coisa, eleva os níveis de cortisol e com isso prejudica nossas defesas. Comer saudavelmente e de forma variada, ou seja, comida de verdade, evitar os produtos industrializados, legumes, verduras, carnes saudáveis (não as processadas), gorduras saudáveis (evitar as gorduras trans e vegetais processadas como óleo de soja), fazer exercícios físicos moderados, pegar sol, respirar profundamente, meditar...enfim, para elevarmos nosso sistema imune não existe fórmula mágica, devemos sim mantermos hábitos saudáveis como um todo, na esfera mental, emocional e nutricional.


Então amigos, respirem fundo, leiam bons livros, meditem, se alimentem dignamente com comida de verdade e tentem colocar os ingredientes citados acima no seu dia-a-dia, assim você não tem do que ter medo, além do que, deve ou deveria estar seguindo as orientações oficiais de quarentena e higiene adequada.



Posts Em Destaque
Posts Recentes